O Patrimônio Turístico e Cultural da Cidade, o Farol de Ponta Negra, de propriedade da Marinha do Brasil, foi inaugurado em 1909 graças a contratação feita pelo almirante Arhtur Jacaguay, o Albino Cunha. O local possui uma das mais raras vistas de todo o planeta Terra, onde é possível avistar a sua curvatura, Por isso este patrimônio está registrado no Guia Verde, que é umas das principais publicações no setor de turismo.

Ao decorrer de sua história, o farol, passou por algumas mudanças:
Em 1940, foi reconstruído em cimento armado em placas pré-fundidas, passando a ter o formato cilíndrico com 11 metros de altura;
Em 1981, o sistema elétrico passou por uma atualização, com implantações de lanternas mais potentes e também de baterias para casos de emergência;
Atualmente, o patrimônio utiliza de painéis solares e passa por revisões de forma trimestral.

Origem do nome

Quando a região foi avistada por portugueses, na época das grandes navegações, a vista com rochas e a costa escura deram origem ao nome Ponta Negra, mas há a hipótese que o nome tenha vindo por já ter sido uma região clandestina de desembarque de escravos.

Estrutura

Área de fumantes

Visitantes

  • Casal
  • Família
  • Grupo de amigos
  • Grupos de até 20 pessoas
  • Grupos de até 50 pessoas
  • Negócios
  • Sozinho

Localidade

  • Rua do Canal, S/N, Ponta Negra (Ponta Negra)

Galeria de Fotos